Quantas vezes por semana você pensa ou dialoga sobre estes assuntos? - Universo - Amor - Aborto - Guerras - Sexo - Poluição - Drogas - Poder - Células - Morte

quinta-feira, 6 de setembro de 2007

esperança

Billie Holiday na vitrola, nossa que palavra é essa? Vitrola, por que não se limitaram a chamar este aparelho somente de ´toca-disco´. Bem...vortando a Billie, aqui estamos, ela, não a Ella, mas ela a, bem, ela, chá de camomila, minhas preocupações sobre o futuro e uma grande e boa esperança após uma reunião especial.Diariamente tenho tantas decepções, tantas esperanças otimistas eu crio imaginariamente na minha mente, para depois, alguns segundos mais tarde, ou anos, não serem concretizadas. Vamos envelhecendo, e certas vezes, não vamos amadurecendo juntamente, simplesmente vamos criando ´calos´ nas esperanças, verdadeiras fortalezas entre nossas esperanças e o impulso para as tornarem reais, que nada mais nos afeta, nada mais nos impolga, nada mais nos emociona. Simplesmente tenho um plano para o futuro, e aquela empolgação que tinha há alguns anos, se foi, não tenho idéia pra onde, se foi. Tudo o que ficou foi um comentário com calo:- Não vou cantar vitória antes do tempo...não vou dar ponto sem nó...acho isso uma MERDA!!! Meus ideais estão sendo sequestrados pela minha racionalidade com calo. Mas não me calo, grito...A CULPA É DA PORRA DO CALO!!!Que loucura, agora mudei de Billie para Morphine, nunca experimentei, tenho curiosidade. Fiquei muito feliz

5 comentários:

Fabi disse...

Pancho
Li seu blog
Adorei
bjo
Fabi

teleco2002 disse...

Pancho!!! Sou eu, Sérgio Coelho. Preciso da gravação do work shop do sesc, aquele no qual eu e o Gerald expomos o projeto Honduras.... posso ter uma cópia?

Anônimo disse...

Tua visão da racionalidade com calo, posso lhe assegurar, meu amigo, está subestimando cada calombo que salta na agulha da vitrola do disco de vinil da Billie Holiday querendo soltar a voz na agulha que faz girar o disco.
Sabe cara, quando estive na estréia dia 7 de agosto aqui em Sampa, foi muito especial e também para aquela "troupe" de uruguaias que levei comigo, dentre elas a minha mulher.
Elas te acharam uma graça, devo reconhecer, com um certo ciúme.
E identifico certos pontos comuns através do que você me relata no conta-gotas...eu adoro Billie Holiday, não possuo sequer um único CD dela, mas tenho muita coisa no bolachão (disco vinil) e, pasme, em fitas cassette, meio mofadas !
Heroine, hero-in na veia, jazz combatendo nosso conformismo.
Você é um grande ator e tá no caminho certo.
Se tiver interesse em futebol, combinamos um jogo no Morumbi do meu São Paulo contra o teu na Libertadores (pode ser Peñarol, Nacional ou outro).
Besos, Panchito !
Sérgio Penteado

Anônimo disse...

Pancho! bom dia...!
eu tou trabalhando nesse feriado, como de hábito. mas sinto um perfume de 'dia de folga' no ar.

continuo te lendo, e gosto!
beijo,
Tati
ps. meu e-mail não é mais tatins@terra, agora é tatimoh@gmail.
daqui a pouco vou deixar de receber pelo terra.

bom finde!

Edson disse...

pois eh... a repeticao leva ao calo, mas, melhor calejar do que calar com pele lisa...

bjs