Quantas vezes por semana você pensa ou dialoga sobre estes assuntos? - Universo - Amor - Aborto - Guerras - Sexo - Poluição - Drogas - Poder - Células - Morte

sábado, 11 de agosto de 2007

Escrevendo e escutando ´Moonlight Sonata´ de Beethoven nada mais resta...puta merda...cansei de cansar de falar desta obra. Neste momento as notas desta...como dizer...desta...coisa...desta obra prima dele, se espalham pelo meu apartamento como uma folha de árvore, quase seca, vai caindo do galho até o chão. Neste momento escuto meus vizinhos conversando, rindo, se divertindo. Neste momento...um de meus gatos, Maria, está me olhando...ela olha................olha.............olha............olha...........provavelmente agradecendo minha escolha musical.
Já que os átomos vibram e música é vibração...neste momento...este livro ao meu lado o, não vou dizer qual é, também vibra...meu celular vibra sem ninguém ligar...a caixa de ´novalgina´ vibra, as velas estão vibrando...o relógio de parede vibra...o coração das trevas vibra com rad...minha tão querida lapizeira japonesa 0.9 mm Pentel P209 que meu pai arquiteto usou e usa a décadas está vibrando.

Eu fico pensando como sería transpor esta obra musical em outra obra artística...como escrever um livro, um poema, uma peça, pintar um quadro, projetar um edifíco, acariciar minha namorada, cozinhar um espaguetti...de uma forma tão, mas tão maravilhosamente simples e linda como este mestre fez ao piano.

2 comentários:

Cintia disse...

Sábado , fui na exibiçao de um video de uma experiencia que vc ia gostar .
Minha prima é poetisa ( acho POETA mais bonito!) e ela distribuiu entre amigos ( que vivem ou nãode arte ! ) 40 poemas. E cada um desenvolveu uma obra de arte baseada no poema ! Achei incrivel a ideia ! O Nome do Projeto é "OPERAÇÃO PLÁSTICA" .... suegiram, musicas, paineis , instalações.... de um tudo ! rs
pois é.... tenta ! Pelo prazer que sinto ao ler seu texto... só poderá ser agradável !
bj

Paulo disse...

Pancho, amado mio
De acuerdo: Beethoven es fenomenal y esta obra en particular llena. La uso en mis talleres de teatro. la gente se queda conmocionada.
Mil besos
Paulo Gaiger